JORGE MENEZES Centro de Inteligência Quântica

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

O que é Inteligência Quântica?

 

A pessoa que desenvolveu e aplica a Inteligência Quântica é menos condicionada, e não se deixa levar, portanto, pelas ilusões do mundo material. Assim consegue acessar mais facilmente as informações da Biblioteca de seu espírito, o que a habilita a fazer escolhas baseadas na verdade de seu espírito infinito, desenhando, com facilidade, sua personalidade do bem. Conforme o contexto em que a expressão Inteligência Quântica é empregada, pode ser tomada simplesmente como um conceito, como um conjunto de atributos ou como uma ferramenta empregada na aplicação do método que utilizo em meu trabalho de terapia, a Psicoterapia IQ.

Observe as frases a seguir que servirão como exemplos para mostrar cada uma das situações:

 

Inteligência Quântica. Viva este conceito!

 

Inteligência Quântica como conceito: Inteligência Quântica é o atributo inerente a todos os seres humanos, que, quando desenvolvido através da organização do corpo quântico, permite fazer escolhas corretas baseadas na sabedoria do espírito.

 

Eu tenho Inteligência Quântica desenvolvida.

 

Inteligência Quântica como atributo: o ser que tem Inteligência Quântica desenvolvida vive o agora, age de forma natural, procura ser ele mesmo, e dessa forma é capaz de criar realidades desejáveis para sua vida, escolhidas através da sabedoria de seu espírito.

 

Inteligência Quântica: aplicações da Teoria Quântica na Transformação Humana.

 

Inteligência Quântica como ferramenta empregada no método de aplicação de minha forma de trabalho como terapeuta, a Psicoterapia IQ: é o método de abordagem terapêutica, que pode ser aplicado por todos os profissionais da saúde em suas áreas de atuação, o qual atua no restabelecimento do estado natural de saúde física, mental e emocional do indivíduo, através da influência construtiva do Campo Quântico do terapeuta sobre a pessoa em atendimento, levando-a a também se tornar parte ativa em seu próprio processo de cura.

Lembre-se de que aqui a palavra Inteligência faz parte de uma expressão e, junto com a palavra Quântica, acaba por assumir novos significados. Faço essa colocação, porque gostaria que você não perdesse de vista o significado individual da palavra Inteligência. Afinal inteligência todas as pessoas possuem. Mais inteligente, no entanto, é aquela pessoa que consegue acessar mais rapidamente, nos registros de seu corpo quântico, as informações necessárias para compreender e executar as propostas de reflexão e as atividades que a vida oferece.

 

 

 

O texto a seguir é parte do livro Inteligência Quântica: aplicações da teoria quântica na transformação humana,

que foi lançado na 52.ª Feira do Livro de Porto Alegre e ficou entre os dez mais vendidos da categoria não ficção.

 

 

 

IQ - INTELIGÊNCIA QUÂNTICA

 

 

Uma pessoa que desenvolveu a Inteligência Quântica é aquela que se sabe responsável

por tudo o que cria para a própria vida, e também para todo o Universo, a partir das vibrações que

 emite, sendo capaz de se utilizar desse poder para o benefício do conjunto.

 

Jorge Menezes

 

 

Inteligência quântica, conceito que criei, é a inteligência que surge a partir da ampliação da consciência, da compreensão do ser que se percebe infinito e responsável por tudo o que cria para a própria vida e também para todo o universo a partir das vibrações que emite, sendo capaz de se utilizar desse poder para o benefício do conjunto.

 

Para mim a verdadeira inteligência é a capacidade de compreender e de logo encontrar a solução mais adequada para uma situação. Para isso é preciso que a pessoa tenha o firme propósito de não ser preconceituosa, porque uma pessoa preconceituosa é sempre limitada. Seu leque de identificação das infinitas possibilidades de solução de um problema se limita àquilo que ela identifica como possível e correto. Resumindo, ela cria condições e restrições, e isso a limita.

 

Baseados em uma forma restritiva de pensar, classificamos as pessoas, e passamos a dar nomes para as suas “inteligências” em função das capacidades que cada uma possui. Por exemplo: falamos na inteligência lingüística e verbal, que surge a partir da habilidade de falar e de escrever bem, e na inteligência matemática e lógica que surge da habilidade de raciocinar e de calcular. Estas e outras inteligências se restringem ao tipo de capacidade que a pessoa possui ou que possuirá, conforme se dedique mais ou menos ao seu desenvolvimento. A IQ, no entanto, se refere ao ser como um todo e, portanto, não se limita a capacidades específicas, ao mesmo tempo que permite trazer para o consciente todas as capacidades. Por isso, com a IQ, o ser vai muito além de suas capacidades.

 

Hoje uma pessoa é considerada inteligente em função de sua capacidade de raciocínio lógico. Mas eu pergunto: entre um atleta e um matemático, qual é o mais inteligente? Eu precisaria conhecê-los para poder responder, porque acredito que cada um tem um tipo de capacidade diferente, que não exclui outras, e que não faz de um mais inteligente do que o outro.

 

A inteligência tem a ver com a capacidade infinita de identificação e compreensão do que nos rodeia. Conforme nos descondicionamos, ampliamos a nossa consciência e aumentamos a nossa capacidade de enxergar o infinito, ou seja, as infinitas possibilidades. Quando me dei conta disso, percebi que a verdadeira inteligência é a inteligência das infinitas possibilidades. Daí o conceito de IQ.

 

A partir disso, desenvolve-se força, motivação, alegria e outras formas de energia até então desconhecidas da própria pessoa. Já não importa se ela é capaz de algo em específico, porque se compreendeu como um ser infinito que sabe que é capaz. Entende que, na verdade, não são as capacidades que formam a inteligência e sim o contrário.

 

Desenvolver a IQ é possível. É um processo que deve acontecer de dentro para fora. Nesse sentido, a humanidade vai perceber que até então trilhou caminhos no sentido contrário. Buscava primeiro as capacidades, quando, na verdade, precisava acender o ser para que florescessem as capacidades. É algo como querer produzir a causa através dos efeitos. É como dizer para alguém que tem bloqueios em cantar: cante como Elba Ramalho. A pessoa pode até cantar bem como ela, mas vai precisar querer trabalhar para se desbloquear. Por isso é um processo que deve acontecer de dentro para fora.

 

Não há limites para as capacidades que podem ser acessadas pela pessoa na biblioteca de seu espírito, porque, ao expandir a própria consciência, pode trazer, em regressão, para utilizar no presente, o que já foi capaz de fazer no passado e, a partir disso, pode desenvolver novas habilidades no presente. Em meus cursos, palestras e oficinas, as técnicas são passadas em um segundo momento. Primeiro eu acendo o espírito da pessoa. A partir de então, ela será muito mais capaz de aprender as técnicas.

 

 

A transformação humana alcançada através da aplicação da teoria quântica deve beirar o extraordinário, tamanha é a abrangência das possibilidades que traz. É o homem passando de corpo pensante a ser infinito e plenamente capaz em sua essência. O cérebro se revela como o gênio da lâmpada, mais potente que o mais avançado dos supercomputadores, capaz de atender a todos os nossos desejos, capaz de transmutar a matéria. Isso é possível para quem conhece e aceita os processos de funcionamento que envolvem a união do corpo e do espírito, para quem sabe como a matéria pode ser transmutada, se o espírito quer, aceita e começa a fazer.

 

Compreendendo isso e indo além, percebemos que temos um corpo quântico, que é o corpo compreendido em toda a sua estrutura, além dos limites do físico e integrado a todo o Universo. É nele que estão contidos os registros de todas as vidas. O ser que se percebe infinito é capaz de acender o seu espírito, de dentro para fora, despertando talentos, interesses e motivações que estão adormecidos na memória de suas células, em sua biblioteca espiritual.

 

Assim, absolutamente tudo o que você experimentou, aprendeu, sofreu, brincou, viveu... em todas as suas vidas, está registrado na memória de suas células, está registrado em seu DNA. Por isso nós vamos tomar a linha do tempo, no eterno presente, para que você possa ver, com os olhos de hoje, o que lhe causou condicionamentos e também o que produziu crescimento no passado.

 

Partindo da ideia de que somos responsáveis por tudo o que nos acontece, vamos entender como os eventos se apresentam ao longo de nossa trajetória.

 

Existem três contribuições para tudo o que acontece em sua vida:

 

1. as suas escolhas antes do nascimento, que costumam ser chamadas de destino. Elas definem as linhas gerais de sua caminhada;

 

2. a proteção que você vai receber para conseguir trilhar o seu caminho da melhor maneira possível, que pode ser chamada de Divina Providência, e

 

3. as suas decisões imediatas, relativas às situações do quotidiano, e mesmo as suas programações conscientes de longo prazo, as quais são definidas por seu livre-arbítrio.

 

A maioria das pessoas desconhece as contribuições da Divina Providência e do livre-arbítrio. Isso as leva a atribuírem tudo ao destino e a acharem que nenhuma influência têm nas próprias vidas, se eximindo de responsabilidades. Por isso não cuidam da saúde, por exemplo, porque a hora da morte já estaria, de qualquer maneira, programada. Não procuram progredir, porque o seu destino é passar trabalho. E por aí vai.

 

Como uma criança que, amparada por seus pais, se depara com muitas novidades, nós vamos trilhando a estrada da vida, sempre amparados pela divina providência. Com o livre arbítrio, escolhemos o caminho a seguir, a cada novo instante.

 

Você tem que se perceber, se sentir e aceitar fazer a viagem dentro de si mesmo, reconhecendo, humildemente, a força que tem para trazer, reafirmo, de dentro de si mesmo, a luz que possui. Com isso, vai sentir que seu universo interior é riquíssimo e terá muita satisfação em explorá-lo, em se descobrir, e em investir no próprio melhoramento. Haverá momentos de confronto com realidades não tão belas de sua personalidade. Essa será a hora de reconhecer que você merece melhorar e que, independente do que vivemos, o destino de todos nós deve ser a Luz.

 

Copyright Jorge Menezes - Todos os direitos reservados

Rua Euclydes da Cunha, 287 - Partenon - Porto Alegre - RS - Fone: 51 3024.8212